Manutenção de BikePasso a Passo

Manutenção de bicicleta: 13 itens para ficar atento ao pedalar

Depois de uma jornada exaustiva no escritório ou em um sábado ensolarado irresistível, não há nada como planejar um passeio de bicicleta perfeito. Contudo, uma checagem prévia na manutenção da bicicleta é essencial.

As trilhas aventureiras testam tanto a resistência dos ciclistas quanto a durabilidade das peças da bicicleta. Portanto, para evitar ficar imobilizado na pista, é crucial estar atento a certos indícios que sinalizam a necessidade de um ajuste na bike.

Sinais claros como barulhos vindos dos freios, dificuldade no acionamento das marchas ou ruídos na corrente são sinais de alerta para procurar seu mecânico de confiança.

Ficou curioso? Acesse nosso artigo completo e prepare sua bike para novas aventuras!

Convém fazer eu mesmo a manutenção de bicicleta ou levar num mecânico?

Realizar uma manutenção completa em casa pode ser um desafio se você não possui o conhecimento técnico ou as ferramentas apropriadas.

Na verdade, isso pode representar um risco.

Isso não quer dizer que os ciclistas habituais não tenham desenvolvido uma certa percepção sobre sua bicicleta, identificando quando algo não está funcionando como deveria.

A maior parte da manutenção básica é possível ser executada pelos próprios ciclistas com algumas ferramentas essenciais.

No entanto, há momentos em que nos deparamos com situações complicadas e, para evitar maiores dores de cabeça, é mais prudente recorrer a um especialista.

Além do mais, independentemente do seu nível de habilidade, é recomendável submeter a bicicleta a uma revisão profissional de tempos em tempos.

Por esse motivo, apresentamos a seguir alguns sinais claros que qualquer um, mesmo não sendo um expert, pode identificar como indicativos de que chegou a hora de uma manutenção criteriosa na bicicleta.

Bicicleta sempre limpa

Manter sua bicicleta sempre limpa é uma das estratégias mais eficazes para conservá-la em bom estado, reduzindo a necessidade de manutenções frequentes.

Por isso, é essencial reservar um momento para limpar a bike sempre que retornar de um passeio mais longo.

E quando falamos de limpeza, não nos referimos a uma simples passada de pano.

O mínimo que sugerimos é uma limpeza profunda da corrente, especialmente depois de acumular muitos quilômetros em estradas ou, ainda mais importante, após aventurar-se por trilhas.

Pneus carecas

A medida que os pneus da bicicleta se desgastam, aumentam as chances de um furo na câmara de ar durante trilhas ou passeios urbanos.

Isso acontece porque objetos pequenos, como pedras, lascas de madeira ou fragmentos de vidro, podem perfurar a borracha com maior facilidade.

Para evitar transtornos, o ideal é substituir os pneus quando os cravos estiverem tão desgastados que a superfície se torne lisa.

É fundamental carregar câmaras de ar extras e um pneu sobressalente, sobretudo em percursos extensos. E, claro, não se esqueça das ferramentas necessárias para realizar a troca.

Corrente gasta

Quando a corrente está no fim de sua vida útil, é comum ouvir estalos e experimentar pedaladas em falso, especialmente ao enfrentar subidas. Isso ocorre devido à dificuldade da corrente de se ajustar corretamente aos dentes do pedivela e da cassete.

Este problema não só aumenta o risco de acidentes graves como também compromete significativamente o desempenho, afetando o sistema de transmissão de marchas.

Além disso, se a corrente se romper durante um passeio, pode acabar com a diversão, pois consertá-la requer habilidade e nem todos têm a capacidade de fazer um reparo emergencial para voltar para casa.

A recomendação é prestar atenção nos primeiros indícios de desgaste da corrente. Em média, uma corrente de bicicleta de estrada (speed) dura cerca de 1.500 quilômetros, enquanto em mountain bikes, a durabilidade é um pouco menor, em torno de 1.000 quilômetros.

Substituir a corrente e ajustar todo o sistema de marchas e o pedivela é a melhor medida a ser tomada. Este investimento compensa, já que o preço das correntes varia entre R$ 35 e R$ 150, e a durabilidade do componente pode ser prolongada com cuidados adequados de limpeza e prevenção contra a ferrugem.

Marchas reguladas sempre

Qual ciclista nunca se irritou com aquele barulho incômodo das marchas desreguladas, que deixam os nervos à flor da pele?

Além do som perturbador, a pedalada se torna instável, dando a impressão de que as marchas podem mudar sozinhas a qualquer momento.

Claramente, esse é o sinal de que chegou o momento de realizar uma manutenção na bicicleta e ajustar as marchas.

Contudo, ajustar as marchas pode ser um processo demorado e um tanto tedioso e, sem o conhecimento adequado, pode acabar sendo mais prejudicial do que benéfico.

Mas, ajustá-las não é uma tarefa impossível. Inclusive, temos um guia completo sobre isso no blog da Bike Registrada.

Entretanto, se esta for sua primeira tentativa, o ideal é consultar um mecânico e pedir que ele lhe mostre como fazer. Dessa forma, você aprenderá, por exemplo, a ajustar corretamente a tensão do cabo.

manutenção de bike

Cheque a fixação dos parafusos regularmente

Uma tarefa de manutenção bastante simples, mas que pode trazer grandes benefícios para a conservação da sua bicicleta.

Se o uso da bicicleta for frequente, especialmente como seu meio de transporte principal, é recomendável inspecionar a firmeza dos parafusos pelo menos uma vez por semana.

Fique de ouvido atento para qualquer ruído que indique peças frouxas.

E, se estiver planejando uma pedalada mais extensa ou uma aventura de cicloturismo, verificar a aperto dos parafusos se torna ainda mais crucial.

Verificar pressão dos pneus

Essa sugestão é particularmente valiosa antes de você pegar a estrada, seja para um simples passeio, ir ao trabalho ou uma jornada mais longa.

Checar rapidamente a pressão dos pneus deve ser um hábito incorporado na sua rotina de manutenção da bicicleta.

A perda gradual de pressão nos pneus é um processo natural e não deve gerar preocupações. Contudo, é importante monitorar para identificar se a perda de pressão está ocorrendo de forma acelerada.

Baixa pressão nos pneus pode indicar problemas como um furo ou uma válvula defeituosa.

Além disso, pneus com pressão inadequada têm sua durabilidade comprometida.

É recomendável realizar essa verificação com o auxílio de um especialista ou em uma loja especializada, para assegurar a pressão ideal dos pneus, levando em consideração também o peso do ciclista.

Freios no limite

Se sua bicicleta possui freios a disco, seja mecânicos ou hidráulicos, aquele barulhinho característico serve como sinal de que é necessário trocar as pastilhas ou o fluido.

Normalmente, chega a hora de substituir as pastilhas quando elas estão com apenas 60% de sua espessura original.

Para os freios hidráulicos, a troca do fluido deve ser feita através de um processo chamado sangria, ao menos uma vez ao ano, ou sempre que notar qualquer diminuição na eficiência da frenagem.

Suspensão

A suspensão dianteira, essencial para suavizar impactos, também necessita de atenção e cuidados frequentes.

Uma revisão preventiva é recomendada após as primeiras 50 horas de uso da bicicleta, envolvendo a substituição dos retentores e anéis de vedação, bem como a troca do óleo para modelos que utilizam esse sistema nas canelas.

Com o uso intensivo, você perceberá que é hora de realizar uma manutenção quando começar a sentir impactos mais acentuados no guidão, indicativo de que a flexibilidade da suspensão está comprometida.

Avalie o tempo médio de substituição de peças

Todos os componentes da bicicleta possuem uma vida útil determinada, a qual pode ser estendida ou reduzida com base na frequência de uso, na qualidade das peças e nos cuidados adotados, como a limpeza regular.

Embora tenhamos mencionado a durabilidade das correntes anteriormente, a bicicleta é formada por diversos outros componentes essenciais.

Por exemplo, o cassete geralmente possui uma vida útil aproximada de 10.000 km, enquanto os pneus podem durar cerca de 5.000 km.

É uma excelente ideia aproveitar a visita ao mecânico, durante uma manutenção, para inspecionar o estado das peças e consultar sobre o tempo estimado de rendimento que elas ainda oferecem antes da necessidade de substituição.

Avalie o raio da bicicleta

Entre os vários componentes, os raios ocupam um papel crucial na manutenção da bicicleta.

É vital checar a tensão dos raios e assegurar que nenhum esteja quebrado, medidas essenciais para garantir a segurança durante o pedal.

Contudo, ajustar a tensão dos raios exige uma ferramenta específica; por isso, é mais prudente confiar essa tarefa a um mecânico especializado.

Confira os cabos

Os cabos agem como os nervos da bicicleta, desempenhando um papel crítico tanto para a segurança quanto para o desempenho, servindo como canais de transmissão de comandos.

Eles nos conectam aos freios e permitem a troca de marchas. Por isso, é essencial que sejam confiáveis e não falhem em momentos cruciais do pedal.

Qual o valor de uma revisão de bicicleta?

Muitos especialistas dizem que é recomendado fazer uma manutenção cada 50 horas de uso.

Mas, de uma maneira geral, a sua bike deixará bem claro quando determinadas peças não estiverem 100%. Sinais que não podem ser negligenciados.

Fazer a manutenção da bicicleta não é algo opcional.

O bom é que é possível realizar vários tipos de manutenção dependendo do tipo de atividade, do tipo de bicicleta ou do seu estado.

Por exemplo, uma manutenção básica de lavagem e lubrificação, que inclui retirada das rodas, limpeza, lubrificação da corrente e calibragem dos pneus, pode custar por volta dos R$ 50.

Uma revisão básica que, além do anterior, inclui uma verificação geral do funcionamento, regulagem dos câmbios e freios, verificação dos parafusos, das correntes e dos pneus, e algumas coisas mais, pode custar uns R$ 120.

Você também pode contratar um serviço de manutenção de bicicleta especial segundo a modalidade e suas necessidades.

Por exemplo, você pode solicitar uma manutenção especial para bike de speed, para triátlon ou MTB, por uns R$ 200.

Vale destacar que esses preços são estimativas e dependerão da loja onde você for e das condições da sua bicicleta.

Porém, é um preço muito em conta considerando que você precisa fazer cada tanto tempo e pode manter a bicicleta em boas condições por conta própria.

Fazendo sempre revisões preventivas, certamente os seus rolês terão somente boas lembranças e momentos pra lá de prazerosos!

Não espere mais, junte-se à Bike Registrada hoje e pedale com a paz de espírito que a proteção adequada oferece. Faça seu registro agora e torne cada pedalada segura e memorável!

 

 

 

Artigos relacionados
ComponentesManutenção de BikeMateriais

Qual é o material do quadro na bike speed?

Omundo do ciclismo de estrada é altamente influenciado pelo peso da bicicleta para pedalar. Com…
Leia mais
ComponentesManutenção de Bike

Qual é o tamanho das rodas no MTB ideal?

Antigamente comprar uma bike de mtb era muito simples. Não havia muitas opções no mercado…
Leia mais
ComponentesManutenção de Bike

Escolha inteligente: Tudo que você precisa saber sobre quadros MTB 29 de carbono

Ao selecionar um quadro para mountain bike (MTB), os aficionados encontram uma ampla gama de…
Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *