Bicicleta ElétricaManutenção de Bike

Tudo o que você precisa saber sobre motor elétrico para bicicleta

Realmente uma coisa é certa: a cada dia que passa, as e-bikes têm tomado conta das principais cidades do país. Ela é ideal para quem busca conforto no pedal, potência extra e uma maior velocidade. Porém, tudo isso está ligado ao motor elétrico para bicicleta, que é quem comanda toda a operação.

Que tal compreender melhor a bike do momento e conhecer todos os detalhes do funcionamento? Preparamos um artigo completo sobre tudo o que você precisa saber sobre o motor elétrico para bicicleta e muito mais. Continue a leitura e venha matar a sua curiosidade!

Como surgiu o motor elétrico para bicicleta

Esse é o tipo de assunto que sempre espanta os mais desavisados. É que a primeira bike elétrica com um motor, mas sem engrenagens, surgiu em 1895, pelas mãos do inventor americano Ogden Bolton Júnior. Pouco se sabe sobre o assunto.

O que restou no passar dos anos, foi o registro da patente que comprova a criação e a ideia, propriamente dita. Tudo era bem simples, mas inovador. Ele instalou um motor elétrico CC com 6 pólos, no cubo da roda traseira de uma bike. Pela estrutura, ele poderia segurar até 100 amperes de uma bateria de 10 volts.

A bateria foi colocada bem no tubo horizontal do quadro. Como não havia nenhum tipo de sistema de engrenagens, pode-se imaginar que a duração da bateria era muito baixa. Na bike criada, não existia pedais para ajudar o motor.

Revistas antigas mostram que o assunto sobre motor elétrico para bicicleta sempre estava em debate. Porém, dividia opiniões de muitos ciclistas. Alguns procuravam fortalecer a ideia da necessidade de motores, enquanto outros priorizavam a relação com o esforço físico do pedal. Qualquer relação com a atualidade, não é mera coincidência.

Entendendo o funcionamento

Ao contrário do que muitos pensam, o motor elétrico para bicicleta não é igual a um carro ou moto. Longe disso! O motor de uma e-bike funciona de verdade por meio da chamada pedalada assistida. O que isso significa? É que o ciclista deve pedalar a bicicleta para que o motor possa conceder uma potência extra para a roda.

Somente assim a bicicleta sai do lugar. Podemos até fazer a analogia com a ajuda de um vento forte, principalmente quando o ciclista pega uma determinada velocidade. Aliás, quanto maior for a potência, mais rápido a bateria se esgota.

Cada bicicleta elétrica possui uma configuração diferente, de acordo com as necessidades e estilo de pedal. É isso que determina, de certo modo, a potência necessária para o motor.

Motor elétrico para bicicleta: conheça alguns tipos

motor elétrico para bicicleta

 

O motor elétrico para bicicleta pode estar localizado na área dianteira, traseira ou no centro dela. A posição do motor é um fator importante, como vocês podem perceber:

Motor na dianteira

São considerados os sistemas mais simples e muitas vezes os mais baratos, principalmente quando usado o kit para converter. São mais fáceis de montar, pois não interferem no pedal ou nas correntes. No entanto, eles podem ser ineficientes em caso de chuva com o asfalto escorregadio, em subidas e em terra batida. Isso porque, pode existir um desequilíbrio nas rodas, por conta da carga. Ela é mais recomendada para quem está planejando a compra de uma e-bike para rotas com trajeto plano e simples.

Motor na traseira

Mais difíceis de montar, eles interferem diretamente na velocidade. Sua desvantagem principal é a dificuldade com ele em remover a roda em caso de perfuração. No entanto, esse modelo é ótimo para o uso em trilhas e urbano. Tanto que, as principais marcas de bikes elétricas utilizam essa posição para as suas criações.

Motor no centro

Atuando diretamente no sistema de transmissão da bike, eles são também bem complicados de montar. Mas a sua vantagem é a de não interferir nas rodas. Ideal para quem pratica MTB, pois são mais resistentes aos buracos, tão comuns em ambientes de treino.

Escolhendo um bom motor elétrico para bicicleta

A qualidade ideal do motor vai depender muito da necessidade de cada ciclista. Para quem carrega grandes cargas na bike ou curte trilhas, os interesses são diferentes. De qualquer modo, é preciso ficar atento a algumas questões mais técnicas:

– Verificar os componentes que são combinados com o motor;

– Entender o tipo de sensor e de bateria;

– Compreender o que realmente está na garantia;

– Quais são os serviços oferecidos pelo revendedor em caso de avaria.

Melhores marcas disponíveis no mercado

Quando o assunto é motor elétrico de bike, as principais marcas que se destacam no setor são: Bosch, Yamaha, Shimano, Panasonic, Fazia, Brose, Impulse, AEG e Bafang. Além de serem produzidos por empresas confiáveis, eles possuem constante atualização. Afinal, estamos falando de tecnologia e das mais avançadas.

Conversão para motor elétrico: é possível?

A pergunta que não quer calar: é possível fazer a conversão da bicicleta normal para motor elétrico. E a resposta é: sim! O kit de bicicleta elétrica é um kit de conversão normalmente composto:

– Motor elétrico;

– Bateria;

– Unidade de controle;

– Sensor de pedal.

Eles são instalados na própria estrutura, transformando uma bicicleta normal em uma elétrica. Seu uso é uma ótima maneira de economizar dinheiro, já que pode ser inserido em uma bike que você já tenha em casa.

Os preços variam bastante. É possível encontrar kit entre R$ 1.000,00 a R$ 10.000,00, dependendo da qualidade dos componentes. O recomendado é ter muita atenção na hora de fazer a aquisição. Não apenas pelas características e peculiaridades de cada peça, mas também pelo grau de dificuldade na instalação.

Para fazer a conversão de maneira autônoma não é difícil, porém exige o mínimo de conhecimento. Outro fator relevante é o tipo de bateria e motor inclusos no kit. Verifique a potência e o material utilizado.

A manutenção de uma e-bike

A bicicleta elétrica está sujeita, como qualquer outro dispositivo mecânico e elétrico, ao desgaste dos componentes. Por essa razão, ela precisa de um programa de manutenção cuidadoso. É questão de segurança.

Assim, é importante pesquisar o funcionamento da marca e do seu revendedor, antes mesmo de comprar. Garantindo esse pós-atendimento, será necessário realizar uma manutenção periodicamente, verificando o desempenho geral, o consumo da bateria e a velocidade.

Quer garantir a sua segurança e da sua bicicleta elétrica? Faça agora mesmo uma cotação do seguro da Bike Registrada. É rápido, fácil e a contratação pode ser feita online. Pedale sem medo!

Artigos relacionados
DicasManutenção de BikeModelos de Bicicleta

Guia completo de bicicletas dobráveis leves

As bicicletas dobráveis têm ganhado espaço no mercado por sua praticidade e versatilidade…
Leia mais
ComponentesManutenção de Bike

Descubra o banco largo ideal para você: Guia completo com dicas e recomendações

O que você vai ver nesse artigo Toggle IntroduçãoComo escolher o banco largo idealTrês…
Leia mais
DicasManutenção de BikePasso a PassoPreparação e Prática

Bomba de encher pneu de bicicleta: Guia completo para escolher a bomba ideal

Escolher a bomba certa para sua bicicleta pode parecer um detalhe menor, mas na verdade, tem um…
Leia mais

4 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *