ComponentesManutenção de Bike

Freios hidráulicos: tudo o que você precisa saber!

Atualmente, até os modelos de entrada de mountain bikes já vêm equipados com freios hidráulicos, o que indica que seus benefícios são praticamente essenciais. Você está por dentro dos prós e contras, sabe como selecionar o freio perfeito para sua necessidade, além de entender o mecanismo por trás desses freios de alto desempenho?

Provavelmente, você já observou ou cogitou adquirir freios hidráulicos para a sua bicicleta. Vale a pena investir neles, visando uma melhoria significativa na performance das suas pedaladas, já que os benefícios proporcionados por esses componentes são tão amplos que prometem melhorias notáveis.

Neste texto, explore tudo o que é essencial saber sobre os freios a disco hidráulicos para bicicletas, incluindo suas vantagens, desvantagens e dicas para escolher o modelo mais compatível com a sua bicicleta!

O que são freios bicicleta a disco hidráulicos?

Os freios a disco hidráulicos funcionam de maneira semelhante aos mecânicos, com manetes e pinças, mas operam através de óleo.

O processo de frenagem é ativado por um reservatório anexado ao manete, que libera o óleo especial de freio para bicicletas na pinça. Esse sistema assegura uma parada muito mais exata e confiável.

freios hidráulicos

Mesmo nos modelos mais simples, a eficácia na frenagem e os benefícios dessas peças são reconhecidos tanto por ciclistas amadores quanto por profissionais. Atualmente, o uso dos freios a disco hidráulicos em bicicletas de estrada, que antes eram predominantemente equipadas com freios do tipo ferradura, é a maior evidência de sua popularização no universo ciclístico.

Quais são os tipos de freios hidráulicos?

Basicamente, o princípio de operação dos freios a disco hidráulicos em bicicletas é uniforme. No entanto, existem modelos de freios desenhados especificamente para diferentes tipos de ciclismo. Isso significa que o que é requerido em termos de frenagem para uma disciplina pode ser desnecessário para outra, levando a variações que abrangem desde o design até a funcionalidade.

Por exemplo, a demanda por velocidade em bicicletas de estrada difere significativamente daquela de uma MTB (Mountain Bike), o que justifica o desenvolvimento de componentes adaptados ao disco de forma específica para cada categoria. Esse ajuste visa cumprir com as necessidades particulares de cada modalidade, maximizando o desempenho do equipamento.

Veja abaixo todas as modalidades que contam com freios hidráulicos específicos:

  • XC;
  • All mountain;
  • Gravel;
  • Estrada;
  • Enduro;
  • Bike trial;
  • Dirt jump;
  • Triatlo/contra relógio;
  • Fatbike;
  • Urbanas.

Quais são as vantagens desse tipo de freio?

Os freios a disco hidráulicos apresentam vantagens distintas para cada modalidade de ciclismo. É importante salientar que quanto mais avançado for o nível do freio de bicicleta, mais eficaz será seu desempenho em condições adversas, incluindo competições e sessões de treinamento intensas.

1. É de baixa manutenção

A menos que você participe de competições frequentemente e exija o máximo de sua bicicleta, a manutenção dos freios a disco hidráulicos tende a ser minimalista. Devido ao seu funcionamento baseado em óleo e a um sistema selado e robusto, esse tipo de freio pode durar mais tempo sem necessidade de manutenções.

Quando chega o momento de levar a bicicleta para a oficina, os freios normalmente requerem a substituição das pastilhas, uma limpeza e a realização de uma sangria — a substituição do fluido, que é recomendada pelo menos uma vez ao ano.

2. Tem maior capacidade de frenagem

Como os freios hidráulicos funcionam pela pressão do óleo e ainda conta com as duas pinças funcionando, eles têm maior potência de frenagem do que o freio a cabo. Isso garante mais precisão para você frear a tempo em diversos momentos.

3. Exige menos força para ser acionado

Como esse freio bicicleta elimina o cabo, aquele trabalho de apertar o manete com força, é excluído. Dessa forma, você faz pouca força no manete e tem maior poder de frenagem e modulação, ou seja, o freio é mais adaptável ao que o terreno e velocidade exigem.

4. Há vários modelos com diferentes potências e pastilhas

Essa pode até ser uma vantagem que já existia dede a época em que o freio v-brake era predominante nas MTBs. Contudo, a variedade de pastilhas e modelos dos freios a disco hidráulicos, é maior.

Esse diferencial garante uma combinação perfeita para cada situação de pedal e modalidade. Seja o clima quente e seco na estrada, ou chuvoso na lama, há um freio e pastilha melhores para cada dessas condições, e de muitas outras.

5. Dá maior segurança

freio hidráulico oferece mais segurança quando comparado aos freios mecânicos, pois é mais preciso e não trava de repente, como pode acontecer no caso do freio a cabo.

6. Alguns modelos detêm tecnologia de resfriamento

O resfriamento de pastilhas e da pinça de freio, elimina um problema comum em freios hidráulicos, que é a perda de potência do freio. Explicamos: quando as pastilhas ficam em atrito com o disco por muito tempo, esquentam muito. Isso faz com que percam, temporariamente, parte de sua capacidade de frenagem.

O Ice-Tech, tecnologia da Shimano, é um sistema que resfria o conjunto de disco e pastilha, me menor tempo. Assim, evita esse superaquecimento que acaba com a força de frenagem do freio bicicleta a disco hidráulico.

Diante de todas essas vantagens que freios hidráulicos conferem ao pedal, não é só uma questão de escolha os usar, mas sim, de aumento de eficiência. Mesmo se você achar que muitos modelos não são para o seu bolso, há exemplares hoje em dia, para categorias iniciantes, que conservam valores atrativos.

Vale reforçar que o freio bicicleta a disco hidráulico deve ser sempre revisado por mecânicos que saibam fazer a manutenção nesse sistema. Além disso, o óleo usado deve ser o tipo recomendado pelo fabricante. Assim, seu sistema de freios vai sempre funcionar bem por muito tempo.

Qual a diferença entre freio mecânico e o freio hidráulico?

O freio é uma parte essencial de qualquer meio de transporte. Ele permite que o indivíduo tenha um maior controle e desenvoltura sob o meio de locomoção, neste caso que estamos falando, tenha um maior controle sob a bicicleta. Por isso, ter os freios adequados para o seu dia a dia é essencial.

Hoje, o mercado das bikes possui uma variedade de freios. Mas, de maneira geral e grosseira, há dois tipos de modelos de freios modernos, que atuam na mesma premissa: os freios mecânicos e os freios hidráulicos.

Entre eles há algumas diferenças, que vão impactar de forma direta a forma como se usa a bicicleta e, ainda mais, a desenvoltura que o ciclista ou pessoa que anda de bike por hobby tem nela. E agora, nós te contamos quais são as diferenças entre esses dois tipos de freios a disco, começando, primeiro, pelas semelhanças.

Tanto o freio hidráulico como o freio mecânico estão presentes no dia a dia das pessoas, pois ambos estão nas bikes mais recentes do mercado, desde as que são mais simples até as mais complexas, que geralmente são utilizadas para competição e para a prática de ciclismo de forma profissional; pois eles são da linha de freios a disco.

Os freios a disco, de maneira geral, são caracterizados por serem um freio que foi ajustado da motocicleta/moto para as bikes, por isso, eles possuem um sistema de peças que formam o freio.

O sistema dos freios a disco

Tanto o freio hidráulico quanto o freio mecânico possuem esta mesma formação de sistema, por isso, ambos são formados por:

1. O disco ou rotor, como já se tem no próprio nome do freio. Este item tem de diversos tamanhos, por isso, que uma das principais características do disco é que quando maior ele for, maior e melhor será a eficiência da frenagem da bike.

2. O segundo item que forma o sistema de freios a disco é o que se conhece por manetes de freio. Este item está sempre localizado no guidão da bicicleta, justamente na parte que acionamos o freio quando estamos andando. Sabe aquela parte que se aperta para frear? Então, é por lá que se tem os manetes de freio.

3. Por fim, a pinça de freio ou caliper. Essa peça está presente em ambos os freios (hidráulicos e mecânicos) e é fixada no quadro de suspensão da bike. Ele é como se fosse uma peça de ligamento, pois quando o freio é acionado no manete, ele puxa o cabo que está preso na pinça de freio, que por sua vez empurra o pistão no interior da bike, que vai refletir diretamente na pastilha de freio que vai ser colocada contra o disco. É esse processo que garante o atrito com o disco citado anteriormente, gerando o que se conhece no mundo das bicicletas como frenagem.

Já conhecendo como se forma o sistema do freio a disco da bike, agora é hora de entender as principais diferenças entre esses dois freios que pertencem ao mesmo disco.

Diferenças entre os freios a disco: os freios mecânicos e os freios hidráulicos

Mesmo sendo da mesma linha de freios a disco, os freios mecânicos e os hidráulicos possuem algumas diferenças. Entre elas, as principais são que no freio a disco hidráulico existem nos manetes, segundo item do sistema dos freios a disco, um reservatório dedicado ao óleo ou fluído.

É justamente este líquido que passa pela mangueira para ativar a frenagem no disco. E isso não acontece no caso dos freios a discos mecânicos, pois eles não possuem reservatórios e este acionamento de freio é feito apenas por meio de cabos e conduítes.

Além desta diferença, há também uma relação a respeito do acionamento dos freios. No caso dos freios mecânicos, este acionamento é feito de forma mais grosseira, utilizando mais força para acionar o freio de maneira efetiva.

Já nos freios a disco hidráulico esse acionamento é mais macio, preciso e forte, gerando maior segurança e refletindo diretamente na resposta da bike durante esse trajeto, pois depende do seu sistema e tecnologia.

Qual sistema de freio é mais eficiente?

Mesmo pertencendo a mesma categoria de freios a disco, há um que é mais eficiente e moderno: o freio a disco hidráulico. Por ser hidráulico, este tipo de freio é mais macio e rápido na resposta, justamente por conta do reservatório de fluídos presentes na estrutura da bike, que permitem uma frenagem mais coerente, sem prejudicar o desempenho do ciclista na bicicleta.

Então, se você é do tipo de pessoa que passeia de bike com frequência, talvez a melhor opção para o seu caso é optar pelo sistema de freio de disco hidráulico, para ter mais tranquilidade na hora de pedalar.

Quanto tempo dura o freio hidráulico?

Uma das coisas que você, ciclista, precisa ficar atento é a manutenção da bike de forma regular. E um dos itens que deve estar sempre novo, para manter a qualidade e segurança do passeio, é o freio hidráulico. Fazer a revisão regular do freio te permite andar com mais tranquilidade nas ruas, por isso, fique atento pois os freios hidráulicos, de uma forma geral, duram pouco mais de um ano.

freios hidráulicos

Por isso, realize sempre a troca dos filtros, do óleo e de tudo mais que esse sistema exige para que ele tenha uma boa vida útil.

As desvantagens do freio hidráulico

Assim como qualquer equipamento, o frio hidráulico também possui desvantagens. E, sem dúvidas, a principal desvantagem é referente ao valor/custo do equipamento. Visto que, por ser um freio mais completo, o freio hidráulico tem uma manutenção mais cara bem como o seu próprio valor é mais elevado.

No entanto, fora essa questão do custo, o freio de disco hidráulico é um dos melhores para pessoas que desejam andar com frequência com uma bike confortável e segura.

Como regular o freio hidráulico?

Regular o freio a disco hidráulico pode ser mais simples do que você pensa. Nele, é preciso que você cheque a pinça, o alcance e o ponto de contato. Ao tornar os 3 regulares, sem que tenham contato com o chão, por exemplo, o processo da bike fica mais simples e segura.

Dicas para o freio hidráulico durar mais

Para que o seu freio hidráulico dure mais e tenha uma vida útil prolongada, você deve realizar com frequência as revisões recomendadas e fazer as regulagens ideais, para que a bike não sofra prejuízos futuros por falta de manutenção adequada.

Acompanhe conteúdos com dicas e novidades sobre bikes, em nosso FacebookInstagramTwitter e YouTube!

Artigos relacionados
Manutenção de BikePasso a Passo

Mtb esporte: Dicas de manutenção com a sua bike para máximo desempenho

Mountain bike (MTB) é um esporte que combina emoção, desafio físico e interação com a…
Leia mais
ComponentesDicas

Explorando as pastilhas de freio para bicicletas aro 26: Guia completo para ciclistas

Neste guia completo, vamos mergulhar no universo das pastilhas de freio para bicicletas aro 26. …
Leia mais
Bicicleta ElétricaManutenção de Bike

Manutenção de e-bikes: Tudo o que você precisa saber

As bicicletas elétricas, ou e-bikes, estão cada vez mais populares devido à sua praticidade e…
Leia mais

4 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *