Percursos e trilhasPreparação e Prática

Pedalando em Santiago de Compostela

Uma das trilhas mais conhecidas do mundo (e prazerosas de percorrer, por sinal), é o Caminho de Santiago de Compostela. Sua fama não se deve apenas as belas paisagens e pitorescas vilas que podem ser observadas no percurso, mas também porque é uma rota acessível para todo tipo de pessoas.

Muitos preferem andar o Caminho a pé, mas não são poucos os que pegam a bike para conhecê-lo de ponta a ponta. E é por isso que esse belíssimo percurso ganhou um post dedicado só para ele. Confira!

A história do Caminho de Santiago de Compostela

Conhecido também só como o Caminho de Santiago, existe desde tempos medievais e surgiu como um caminho onde peregrinos cristãos provavam sua fé e procuravam esperança percorrendo os 790 km que tem em total.

O destino é o sepulcro de Santiago el Mayor, supostamente localizado na catedral de Santiago de Compostela, em Galiza, Espanha. Santiago el Mayor foi um dos principais apóstolos de Jesus e o primeiro deles a morrer martirizado. Segundo a tradição, seu corpo foi transferido até Galiza, onde foi construído um templo que, com o tempo, foi ampliado até ser a catedral que é hoje.

O Caminho, na real, consiste numa série de percursos menores que vão desde os Pirenéus ocidentais até a cidade galega. É um importante símbolo religioso, sendo visto como uma encenação da jornada espiritual de Cristo e suas dificuldades, mas também tem uma grande importância turística, esportiva e cultural, declarado pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade, tendo aparecido inclusive num filme de Luis Buñuel.

O percurso

O Caminho de Santiago de Compostela, embora disponível para todo mundo, requer certa preparação física, predisposição, foco, vontade e ânimo. Não é uma trilha monótona senão que, ao longo do trajeto, encontraremos lavouras, vilarejos, pastagens, autopistas e mais.

O Caminho total tem quase 790 km, mas dependendo do tempo disponível, condição física e mais, é possível realizar percursos menores.

A rota mais conhecida é o Caminho Francês, que também é o mais longo. No Puente de La Reina, o Caminho Francês se encontra com o Caminho Aragonês, e daí eles são um só até o final. Outras rotas são o Caminho Português (que é o de menor exigência física), Caminho do Norte e Vía de La Plata. É possível começar em qualquer um desses pontos.

pedalando em santiago de compostela

Como se preparar para pedalar no Caminho de Santiago de Compostela

Já mencionamos que o Caminho de Santiago de Compostela pode ser percorrido por todo tipo de pessoas. A maioria são peregrinos de todas as faixas etárias e variadas condições físicas, mas quanta mais preparação prévia, melhor.

Vamos ver algumas dicas fundamentais para levar em consideração:

Informação

Antes de se aventurar no Caminho, tente averiguar tudo o que puder ao respeito. Isso diminuirá as surpresas desagradáveis, como ficar sem suprimentos ou lugares para descansar no meio do percurso.

Atualmente, muitas agências de viagens oferecem pacotes para viver a experiência. É recomendável considerar todas as opções antes de realizar uma decisão final.

Assistir vídeos no YouTube ou ler artigos de blogs como esse aqui pode ajudar, e muito.

Motivação

Pergunte-se com sinceridade por que quer percorrer o Caminho.

O percurso pode ter trechos muito desafiadores, e o clima, o terreno, o cansaço, podem jogar em contra se você não estiver suficientemente motivado.

Por isso, antes de começar o Caminho de Santiago de Compostela, é bom saber quão longe estamos dispostos a ir ou que sacrifícios estamos dispostos a fazer porque, sem dúvidas, passaremos alguns perrengues.

Bike

Nem é preciso dizer que a bicicleta é essencial.

Antes de enfrentar o Caminho, é primordial fazer uma revisão e manutenção da bike, além de ter todos os elementos de segurança, primeiros socorros, kit básico de ferramentas, cadeado, luzes e mais.

O Caminho de Santiago de Compostela pode ser feito sem guia mas, ao ser tão longo e diverso, também pode ser um pouco confuso às vezes, motivo pelo qual é recomendável contar com algum dispositivo de GPS em caso de dúvidas.

Sem dúvida a melhor bike para o percurso é uma MTB com várias marchas. Existem lugares que alugam bikes no próprio Caminho, mas o preço não é muito conveniente. Mesmo com a taxa para despachar a bike e tudo mais, acaba sendo mais em conta levar a própria bike

Começar a treinar alguns meses antes carregando o peso que vamos levar no Caminho é uma ótima ideia.

Documentação

Como em qualquer viagem ao exterior, certifique-se de ter todos os documentos necessários atualizados e em ordem: passaporte, seguro para viagem, comprovar as condições financeiras, etc.

É bom saber que há disponível uma “credencial do peregrino”, que garante a hospedagem nos albergues oficiais ao longo do Caminho. E, no final do percurso, é possível obter um documento da Igreja Católica que comprova sua peregrinação. Independentemente da sua crença, é uma ótima lembrança de uma experiência inesquecível!

Roupa

No caminho estaremos sujeitos a intempéries, por isso é imprescindível ter roupas adequadas para evitar resfriar, molhar-se ou queimar-se pelo sol. Porém, não é preciso levar roupa para trocar todos os dias, isso vai gerar muito peso. Mas sim é preciso levar roupa adequada e também roupa íntima para trocar.

Com duas mudas de roupas de ciclista, uma muda para andar fora da bike e roupa íntima, além de um casaco impermeável, protetor solar, boné, repelente e outros elementos do tipo, é suficiente. Se você pedala em trilhas com frequência, não terá muitas dificuldades com isso.

Vale mencionar que os albergues contam com lavanderia.

E, por último, uma dica muito importante, mas que às vezes é esquecida: divirta-se e aproveite!

Você estará vivendo uma experiência única na vida, que não todos têm a chance de fazer, então não mantenha o foco só no rendimento esportivo nem deixe que bata aquele desânimo com algum imprevisto.

Descubra as paisagens, tire fotos, enfrente cada dia como uma aventura nova, e aproveite para conhecer pessoas do mundo inteiro!

Já falamos todo o que podia ser de ajuda. Agora é com você.

Se você já percorreu o Caminho de Santiago de Compostela, nos conte sua experiência! E se tiver alguma dúvida, pergunte, será um prazer ajudar.

Artigos relacionados
DicasPreparação e Prática

Guia completo da bicicleta: Tudo o que você precisa saber para começar

Andar de bicicleta é uma ótima maneira de se exercitar, se divertir e explorar o mundo ao seu…
Leia mais
DicasPercursos e trilhas

Como é praticar ciclismo de Curitiba a Foz do Iguaçu

O estado do Paraná é uma verdadeira jóia para qualquer amante de aventura e esportes radicais.
Leia mais
DicasPreparação e Prática

Como andar de bicicleta na rua de forma segura

Andar de bicicleta é uma ótima maneira de aliar lazer e saúde. Mas não é nenhum segredo que…
Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *