DicasPreparação e Prática

Como saber tamanho do capacete de bike ideal para mim?

Dentre os equipamentos essenciais para quem pedala, o capacete destaca-se como crucial, resguardando uma parte crítica para o ciclista durante incidentes. Assegurar que o tamanho do capacete esteja correto é vital para a proteção.

Vale ressaltar que o uso do capacete é mandatório em todas as vertentes do ciclismo, seja um simples passeio pela cidade ou práticas mais intensas como o Downhill. Está em dúvida sobre como selecionar um capacete adequado para suas aventuras de ciclismo? Continue conosco!

Tamanho do capacete de bike: dicas e orientações

Para definir o tamanho ideal do seu capacete de bike, o primeiro passo é medir o perímetro da sua cabeça. Use uma fita métrica, colocando-a ao redor da cabeça, um pouco acima das sobrancelhas. Certifique-se de que a fita esteja ajustada, mas sem apertar demais ou deixá-la solta.

Realizar essa medição diante de um espelho ou com o auxílio de outra pessoa pode facilitar o processo. Nas lojas especializadas, os atendentes estão preparados para ajudar com essas medidas.

Com essa informação em mãos, fica mais simples encontrar o tamanho correto. Os fabricantes geralmente adotam a seguinte tabela:

PP (extra pequeno) ou XS (extra small): para crianças, abrangendo circunferências de 47 a 50 cm;
P (pequeno) ou S (small): para circunferências de 51 a 55 cm;
M (médio): para circunferências de 55 a 59 cm;
G (grande) ou L (large): para circunferências de 59 a 63 cm;
GG (extra grande) ou XL (extra large): para circunferências de 63 a 66 cm.

Forma correta de uso

Ao visitar uma loja física para adquirir seu capacete, é crucial experimentá-lo antes da compra para assegurar que o tamanho selecionado oferece o conforto e a segurança necessários.

O capacete ideal é aquele que adequadamente cobre a testa e a nuca, mantendo-se firme e alinhado. Fuja dos modelos que se movimentam facilmente sobre a cabeça, pois falharão em oferecer proteção efetiva. Utilize as alças ajustáveis abaixo do queixo para fixar bem o capacete, proporcionando um ajuste seguro e confortável.

Procure por capacetes que possuam um sistema de ajuste na parte traseira, pois isso possibilita um encaixe mais preciso ao formato da sua cabeça. Nos modelos que oferecem essa opção, não deixe de ajustar para melhorar a estabilidade do capacete.

Como saber tamanho do capacete de bike ideal para mim?

Modelos e dicas de capacete de ciclismo

Quando for escolher um capacete, além do tamanho, é importante verificar se ele possui uma boa ventilação — e também se o modelo escolhido está de acordo com a modalidade de ciclismo que você irá praticar. Vamos ver em detalhes os principais tipos de capacetes.

MTB

O capacete de mountain bike é desenvolvido para que a cabeça do ciclista fique sempre bem ventilada. Geralmente, esses modelos são fabricados com a tecnologia IN-Mold, com a parte externa em policarbonato e injeção de poliestireno expansível (EPS) na parte interna, resultando uma estrutura mais rígida e leve.

Speed (Ciclismo de Estrada)

Esse capacete é criado com uma aerodinâmica de túnel de vento, o que faz com que ele praticamente nem seja sentido pelo ciclista durante o uso. O modelo também é bastante leve, pesando em torno de 220 gramas, sendo extremamente confortável.

BMX Street/Dirt

É um capacete desenvolvido para oferecer mais proteção na nuca e nas orelhas, áreas propicias a acidentes devido às manobras com saltos, que oferecem mais riscos de quedas. Também são conhecidos como “coquinhos” e têm como características a leveza (pesando em torno de 300 gramas) e o bom sistema de ventilação.

BMX

Essa é uma das modalidades mais radicais do ciclismo e por isso com mais saltos e manobras no ar, aumentando as chances de quedas. Assim, o capacete mais indicado é o modelo full face, com proteção extra na nuca e na parte frontal.

Downhill

Também é uma modalidade na qual o ciclista está sujeito a várias quedas, por isso o uso do capacete full face é obrigatório. Esse é um capacete um pouco mais pesado, em torno de 960 gramas, geralmente confeccionado em fibra de carbono. Tem como diferencial a proteção maior no queixo e se estendendo até o final da nuca, oferecendo um cuidado com toda a cabeça do ciclista.

Urbano

Para quem vai pedalar na cidade e usar a bike para se deslocar no dia a dia, o modelo de capacete mais indicado é o urbano (embora também seja possível usar um capacete de MTB de entrada, que tem um custo menor e oferecem uma boa proteção). O ideal é optar por um modelo com forro removível e lavável, aumentando a vida útil do seu capacete.

Alguns ciclistas também usam o capacete coquinho para andar nas cidades. A diferença é que o coquinho para áreas urbanas é mais simples, barato e fabricado para impactos mais leves.

Certificações

Outro ponto importante quando for comprar um capacete de ciclismo é conferir se o modelo escolhido é certificado. Isso garante que o produto foi testado contra impactos diversos, além de serem realizados testes das suas tiras de fixação, encaixes de viseiras e outras áreas de proteção.

Você poderá encontrar alguns padrões, dependendo da origem do capacete. Na Europa, o mais comum é o EM 1078, que é obrigatório nos países do continente. Nos Estados Unidos, o padrão usado desde 1999 é o Snell B-95. E no Brasil, as certificações do Inmetro.

Ter uma dessas certificações já garante que o capacete é seguro.

Tecnologias

Atualmente, os capacetes de ciclismo estão muito modernos – e alguns modelos contam com dispositivos como MIPS, que reduzem os problemas causados por acelerações rotacionais que acontecem quando o capacete atinge o chão em um ângulo capaz de desencaixá-lo da cabeça.

Outros modelos possuem uma estrutura interna que se assemelha a um “esqueleto” – e cada marca possui sua tecnologia própria. A Specialized usa uma estrutura em kevlar, construindo capacetes mais leves e ventilados.

E existem, ainda, os capacetes com tecnologia para “espalhar” o impacto, com diferentes tipos de espuma e formatos de construção, diluindo a energia de uma pancada na maior área possível.

Como manter seu capacete de ciclismo

Depois de comprar o tamanho e o modelo certo, é hora de tomar alguns cuidados em relação à manutenção, garantindo a vida útil prolongada do acessório.

Periodicamente, crie o hábito de inspecionar seu capacete a procura de danos, como as rachaduras. Isso é especialmente indicado após sofrer uma queda. Muitos desses danos não são fáceis de serem vistos, por isso tenha atenção.

Na parte interna, a maioria dos modelos é produzido com poliestireno, uma espécie de isopor rígido. Quando você sofre um impacto, ele pode deformar. Mesmo que essa deformação seja pequena, o seu capacete poderá não oferecer o mesmo nível de proteção naquele ponto, deixando você mais vulnerável caso sofra alguma queda ou acidente.

Por isso, sempre que notar alguma deformidade, rachadura ou outro dano, faça a troca do seu capacete.

Depois dessas dicas, já sabe como escolher o tamanho do capacete de bike? Siga nossas redes sociais e fique por dentro do universo do ciclismo. Estamos no FacebookYouTube e Instagram!

Artigos relacionados
Bicicleta ElétricaDicas

Guia para investir em uma bicicleta elétrica em São Paulo

Viajar de bicicleta é uma ótima maneira de economizar dinheiro no transporte e melhorar sua…
Leia mais
DicasPreparação e Prática

Guia completo da bicicleta: Tudo o que você precisa saber para começar

Andar de bicicleta é uma ótima maneira de se exercitar, se divertir e explorar o mundo ao seu…
Leia mais
Dicas

Dicas importantes sobre nota fiscal de bicicleta

Anota fiscal de bicicleta é um documento muito importante porque é praticamente a prova da…
Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *